Esquizanálise – Síntese Conectiva

Razão Inadequada

O desejo não para de efetuar o acoplamento de fluxos contínuos e de objetos parciais essencialmente fragmentários e fragmentados. O desejo faz correr, flui e corta” – D&G, Anti-Édipo, p. 16

Se o desejo produz, então pode apenas produzir o real. E existe apenas uma realidade, a nossa. A síntese conectiva do inconsciente é uma das maneiras cujo desejo opera. Fluxos, tudo são fluxos de desejo que se cruzam, atravessam, esbarram, se misturam. Esses fluxos se conectam e desconectam com as máquinas desejantes que operam cortes e conexões. Tudo em constante vai e vem, produção ininterrupta em todas as direções, máquinas operando cortes em outras máquinas, fluxos passando e se desconectando, Fluxo contínuo: cada máquina desejante exige outra para fazer a conexão ou o corte.

Toda máquina é máquina de máquina” – D&G, Anti-Édipo, p. 17

Deleuze e Guattari desenvolvem a ideia síntese conectiva para mostrar como o inconsciente opera…

Ver o post original 549 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s